Minha lista de blogs

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

É Natal






Meu melhor Natal em muitos anos está sendo este. Estou há 23 dias acompanhando a luta de meu marido para sobreviver após o rompimento de um aneurisma cerebral. Internado por 20 dias na UTI em estado grave, segundo os médicos. Sem consciência por alguns dias, sem fala, com hemiplegia,respirando e se alimentando artificialmente. Imagens inesquecíveis de dor e sofrimento que compartilhei estática ao seu lado,sem nada poder fazer para minimizar seu sofrimento, a não ser rezar. Rezei e rezo por ele todos os dias até a exaustão me vencer e eu adormecer. Mas vivenciei com muita nitidez algo em que eu sempre acreditei: fé em Deus ( como Aquele que tudo pode (onipotente), está em todo lugar (onipresente) e tudo sabe (oniciente) e no poder da oracão. Hoje, 23 dias depois, meu marido está com uma recuperacão maravilhosa.Gracas aos médicos(instrumentos de Deus) e ao próprio Deus, em sua infinita bondade. Por isso.... Natal Feliz....Paz......Saúde....União.....

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Governadora mente à população gaúcha

Mais uma vez a governadora YEDA se supera em suas publicações mentirosas. Não assina, não mostra a cara, mas permite que seus comandados divulguem à imprensa gaúcha menstiras escabrosas sobre o tratamento que vem dando ao magistério gaúcho . Mais uma nota divulgada ontem afirma que os descontos dos grevistas serão parcelados em dois meses, novembro e dezembro. Posso afirmar que MENTE, sem medo de ser contestada, pois posso provar apresentando o meu contracheque e o de milhares de outros professores gaúchos, onde aparece a esmola que recebemos pelo nosso trabalho no mês de novembro. Pagou-nos por dezesseis dias trabalhados, segundo ela. Porém toda a sua eficiência e de toda a sua rede de colaboradores não foi capaz de verificar, antes de fazer os descontos, quantos dias cada profissional deixou de trabalhar. Eu, por exemplo, paralisei por oito dias e recebi a esmola de sessenta e sete reais por vinte horas semanais durante trinta dias. Devo dizer que para receber toda esta soma , tive que fazer faculdade e pós-graduação.


Acho que meus professores de História, que os considero ótimos, me passaram algumas informações que não conferem com a realidade. E temo que meus colegas professores, ainda hoje, estejam ensinando aos seus alunos que o Brasil é um país livre e Democrático. Se a governadora Yeda continuar governando com o atual autoritarismo e despotismo, é melhor que se mudem os conceitos passados aos estudantes. Democracia pressupões liberdade, inclusive para fazer greve, instrumento utilizado como fator de conquistas e manutenção de direitos. A atual governadora nos tirou este direito, no momento em que tomou a atitude radical e tirânica recentemente. Mas não pense ela que nos venceu. Não somos fracos, nem covardes. Somos apenas profissionais mal-pagos. E por isso estamos acostumados a viver com pouco salário. O que ela nos tirou não há de fazer-nos falta, mas sim fortalecer nossas convicções para que continuemos lutando contra a tirania dos governos e o descumprimento das leis, que para nós valem e para eles, não. Onde está o dinheiro que o governo nos deve por ações ganhas e não pagas? Onde está o dever do Estado no cumprimento das leis feitas por ele mesmo? E ainda, a propósito, da eficiência deste governo em punir, foi impressionante a eficiência dos funcionários das coordenadorias em vigiar o funcionamento das escolas e o comparecimento dos professores durante o período de greve. Tal eficiência não é notada quando se trata de atender aos professores em suas solicitações. Por que o disparate? E mais, por que esta vigilância não é feita quanto ao cumprimento do calendário escolar , EM TODAS AS ESCOLAS? Estou acostumada a cumprir as regras determinadas pelos superiores, porque trabalho em um local em que a maioria é competente e gosta de fazer as coisas certas, porém tomei conhecimento de que na semana passada já houve solenidade de formatura de alunos de escola pública estadual pertencente à mesma coordenadoria a que minha escola está vinculada. Terão , por acaso, estas professoras e equipe diretiva, trabalhado aos sábados e domingos?(Obs.: bailecos podem até contar como dias letivos, mas não podem ser incluídos como atividade qualificadoras do ensino público) Ou terão feito um curso intensivo com o mágico David Copperfield, para oferecer 200 dias letivos em cento e poucos? Caso esta seja a opção correta, vou convidar minhas colegas para que sigamos o exemplo. Caso contrário, nenhuma explicação que venha a ser dada agora, vai convencer ninguém. E onde estão as autoridades responsáveis por permitir tais irregularidades? Tenho certeza que a maioria dos professores que lutam por seus direitos concordam com minhas colocações. Para finalizar´, ocorre-me a idéia de que devemos continuar lutando, como fazem as formigas, que são seres minúsculos, comparados aos outros, mas que unidas, sempre em batalhões e solidárias, vencem e destroem com muita rapidez enormes plantações. Sigamos o seu exemplo. Lutemos com perseverança e solidariedade. Nossa união determinará nossa vitória contra esta situação tão opressora que estamos vivendo. Ou os professores são respeitados o país ficará sem eles em pouco tempo.

domingo, 23 de novembro de 2008





sábado, 22 de novembro de 2008

Sem comentários...É linda demais...

Espelho

domingo, 16 de novembro de 2008

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Jogos didáticos



COLORS

123












domingo, 2 de novembro de 2008

Atitudes de quem pensa "o bem"

Este veículo chamado web é tão democrático e nos permite tantas trocas maravilhosas. Recebemos tantas mensagens lindas... Por que insistimos em não vivenciar o que lemos? Por que o ser humano insiste em fazer o errado, quando seria tão fácil e tão melhor fazer o certo? O esforço é o mesmo. Gastamos a mesma energia para semear flores ou para semear "urtiga"(suponho que você conheça esta planta).Por que não optamos sempre pelas flores? Recebemos e enviamos tantas liçõs maravilhosas, mas não conseguimos vivenciá-las em sua plenitude...O que nos impede de o fazermos? Já ouvimos milhões de vezes a frase "colhemos o que semeamos". Sabemos o profundo significado disso em nossas vidas. Mas insistimos em manter firme a nossa conduta prepotente de quem sempre está certo. Ó Senhor, permita-nos que nossos amigos continuem nos mandando lindas mensagens, até que possamos compreender e vivenciá-las. Entenda nossa fraqueza, mas fortaleça nossa fé. Para concluir ,quero compartilhar com você e desejar que a cada leitura sedimente-se em nossos corações ao menos uma parcela do que vamos ver e agradecer a quem me proporcionou esta lleitura.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A Boneca e a Rosa Branca

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Emocione-se

Veja e se emocione.

video

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

O mundo é dos espertos


(RIFA DO BURRO )

Certa vez quatro meninos foram ao campo e, por 100 reais, compraram o burro de um velho camponês. O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte.Mas quando eles voltaram para levar o burro, o camponês lhes disse:- Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.
- Então devolva-nos o dinheiro!
- Não posso, já o gastei todo.
- Então, de qualquer forma, queremos o burro.
- E para que o querem? O que vão fazer com ele?
- Nós vamos rifá-lo.
- Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?
- Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está morto.Um mês depois, o camponês se encontrou novamente com os quatro garotos e lhes perguntou:
- E então, o que aconteceu com o burro?
- Como lhe dissemos, o rifamos. Vendemos 500 números a 2 reais cada um e arrecadamos 1.000 reais.
- E ninguém se queixou?
- Só o ganhador. Porém lhe devolvemos os 2 reais e ficou tudo resolvido.Os quatro meninos cresceram e fundaram um banco chamado Opportunity, um outro Banco chamado Marka, uma seita chamada Universal e o último tornou-se Ministro do Supremo Tribunal Federal.(Desconheço o autor)
Embora me tenha proporcionado algum riso. Esta historinha ilustra perfeitamente a crise moral em que vivemos. Todo mundo olhando para o próprio umbigo, tratando de levar sempre a melhor, trapaceando, traindo, ludibriando e espalhando sorrisos venenosos com os quais encantam os seus iguais.
Orgulho-me de repudiar tais comportamentos, muito embora, muitas vezes pague um alto preço por não me associar a tais clãs.
Aproveitando este espaço democrático e a época pós-eleições, quero externar minha indignação com a minoria ignorante que mantém a perpetuação de políticos corruptos, sem cultura, sem escrúpulos, no legislativo.
Santo Deus, quando é que este povo vai acordar para o fato de que quando vota está elegendo seus representantes?
Felizmente a parcela de Carazinhenses que não soube escolher seus vereadores é insignificante. Espero que a imagem de Carazinho perante o Brasil seja alterada por algum bom acontecimento. É lamentável saber que nossa cidade tomou notoriedade nacional em função de um ato tão infeliz de nossos vereadores.
Nossa terra tem tantas empresas geradoras de dezenas de empregos. Tantas ações na Educação para serem homenageadas. Tantas pessoas praticando a solidariedade. Tantos semáforos e redutores de velocidade(que irão gerar uma renda astronômica para os cofres públicos), aumentos inesperados nos salários dos professores municipais (Papai Noel antecipado?), pórticos exuberantes (que não se sabe ao certo o que querem representar)... Mas fomos pros jornais nacionais logo por conta de uma homenagem a quem dá prazer aos clientes .... Se bem que ... será que o prazer não proporciona economia à área da saúde? Dizem que quem tem mais prazer adoece menos. Talvez seja este o raciocínio de quem pretendeu fazer a homenagem.
Ah! mas é bom lembrar a quem nãe é de Carazinho que o povo (maioria inteligente) optou pela renovação. Aleluia...agora faltam pouquinhos serem eliminados para que esta cidade evolua...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Faz toda a diferença no dia-a-dia

Achei lindo e quero dividir com quem, assim como eu, acha que ainda dá pra gente mudar e chegar a ser um pouco melhor....


A ELEGÂNCIA DO COMPORTAMENTO


Existe uma coisa difícil de ser ensinada, e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.
É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres, e que abrange bem mais do que dizer um simples 'obrigado' diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir, e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma, nem fotógrafos por perto.
É uma elegância desobrigada.
É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam.
Nas pessoas que escutam mais do que falam. E, quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no dia a dia.
É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas; nas pessoas que evitam assuntos constrangedores, porque não sentem prazer em humilhar os outros.
É possível detectá-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece; é quem presenteia fora das datas festivas; é quem cumpre o que promete.
Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais.
É elegante não mudar seu estilo, apenas para se adaptar ao de outro.
É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.
É elegante retribuir carinho e solidariedade.
Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.
A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que 'com amigo não tem que ter estas frescuras'.
Se teus amigos não merecem uma certa cordialidade, teus inimigos é que não irão desfrutá-la.
Elegância é uma educação que não enferruja por falta de uso. É um detalhe: não é frescura.
Ser elegante é ser delicado; é ser seguro.
Ser elegante é ser cavalheiro, ou dama...
A elegância em um comportamento revela bem o quanto se quer crescer; mais ainda, quando este 'crescer' não faz do teu próximo a tua escada...
( Luís F. Veríssimo )


OS
ÚLTIMOS DESEJOS DE ALEXANDRE - O GRANDE



Quando à beira da morte, Alexandre convocou os seus generais e relatou seus 3 últimos desejos:
1 - Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2 - Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas...); e
3 - Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:

1 - Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;

2 - Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;

3 - Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.
(Desconheço o autor)

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Sheakspeare(Comsom)
View SlideShare presentation or Upload your own.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

A LóGica De Einstein
View SlideShare presentation or Upload your own.

Regras de Acentuação Gráfica

ACENTUAÇÃO GRÁFICA
Monossílabos tônicos
Acentuam-se os terminados em A, E, O(seguidos ou não de S);
Ex.: já, fé, pó
Oxítonas
Acentuam-se as terminadas em A, E, O,(e seu plural),
EM, ENS. Ex.: guaraná, café, cipó, alguém, vinténs

Paroxítonas
Acentuam-se as terminadas em: I, IS, UM, UNS, L, Ã, ÃO, X, PS, R, N,
e ditongos( e seu plural).
Ex.: cálcio, bíceps, íon

Proparoxítonas
Todas são acentuadas. Ex.: pretérito, cálice

Ditongos abertos
Acentuam- se os ditongos abertos ÉI, ÉU, ÓI. Ex.: pastéis, réus, herói
Hiatos OO e EE
Acentua-se a 1ª vogal dos hiatos ÔO e ÊE Ex.:enjôo, lêem
Regra do I e do U
Acentua-se o I e o U quando:
for tônico
precedido de vogal
formar sílaba sozinho ou com S.
Obs.: se for seguido de nh não segue esta regra. Ex.: rainha
Acento Diferencial
pôde
(pretérito do verbo poder) / pode (presente do verbo poder)
pélo, péla(s) (formas verbais de pelar) / pela(s) (preposição)
pêlo(s) (substantivo) / pelo(s) (preposição)
pólo(s) (substantivo) / polo(s) (preposição)
pêra (substantivo), ) / pera (preposição)
côa(s) (forma verbal de coar) / coa(s) (preposição)
pára (forma verbal de parar) / para (preposição)
eles têm, eles vêm (plural) / ele tem, ele vem (singular)
pôr (verbo) / por (preposição)
Exercício
Agora que você conhece as regras, exercite seus conhecimentos. Pegue o jornal de maior circulação, produzido na sua cidade, circule todos os erros de acentuação gráfica e envie-o à redação do mesmo. Antes de iniciar, confira se a carga de tinta de sua caneta suportará tanto trabalho. Boa labuta!!!
Aproveitando a oportunidade... verifique a pronúncia correta das seguintes palavras:
gratuito e não gratuíto
rubrica e não brica
ruim e não ruim

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Lindas imagens




quinta-feira, 14 de agosto de 2008

FRUIT EXERCISE



exercício de frutas

mais um exercício de frutas


fruit memory game




fruit vocabulary

sábado, 9 de agosto de 2008

Para você

Paravoce
View SlideShare presentation

É bem verdade que ter amigos é algo fundamental na vida. Sem eles, a caminhada fica muito mais difícil, e na hora da dificuldade, se encontrarmos uma pedra, certamente, não conseguiremos fazer dela um degrau, e sim, uma arma para atirar em qualquer alvo. Um amigo faz uma diferença enorme. No entanto para termos esta certeza é preciso que busquemos na nossa trajetória os sinais de amizade que tenham ficado em nossa lembrança. Os amigos sempre deixam suas marcas. Se não as encontrarmos, infelizmente, não os temos. Mas com certeza, quem está lendo este texto agora, é alguém especial, que sabe conquistar e cultivar amigos. Espero que você seja uma das pouquíssimas pessoas que fazem parte dos meus amigos. Tenha uma boa semana, amigo!

quarta-feira, 30 de julho de 2008

ILUSÃO DE ÓTICA

Veja que imagem sensacional!!!
Nem tudo que vemos é real, muito menos a realidade se resume ao que vemos. Não devemos nos tornar prisioneiros de nossos olhos. Já dizia Saint Exupèry, "o essencial é invisível aos olhos". Lembra desta frase? Se não lembra ou não conhece, sugiro a leitura de " O Pequeno Príncipe". Se você é como São Tomé, "só acredita vendo", então delicie-se com as imagens, mas seja paciente, não desanime ao primeiro olhar. Analise, olhe várias vezes, descubra novas imagens, aceite o fracasso, se for o caso, mas desafie-se. É muito bom ver o que nem todo mundo vê. A ótica é uma ilusão.

terça-feira, 29 de julho de 2008

ARTE-PAPEL

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Desenhos na calçada

Gente , olhem a maravilha que são estes desenhos a giz, feitos por Julian Beever. Lembram que este artista esteve em Porto Alegre no ano passado, apresentando seus trabalhos. A RBS fez uma reportagem mostrando sua exposição. É quase inacreditável que exista talento tão fenomenal.

DUBAI

domingo, 20 de julho de 2008

FUNERAL DO MELHOR AMIGO E GATA PROVOCANTE



FUNERAL DO MELHOR AMIGO

video

Gata provocante


video

sexta-feira, 18 de julho de 2008

DESAFIOS


Você é daquelas pessoas que correm de um desafio?
Ou é corajoso e enfrenta? A vida é um eterno desafio.
E para sabermos o quanto bem enfrentamos as situações
novas devemos enfrentá-las. Como saber o quanto bom
nós somos se nunca abrimos caminho, vamos sempre na
trilha dos outros?
Assim a vida não tem graça, é como a linha, que está sempre
atrás da agulha preenchendo espaços deixados por ela.
Não, meu amigo. Não queira isso pra você.Seja um desbravador.
Enfrente dificuldades, apare as arestas que atrapalham sua
caminhada,tropece, caia, se for inevitável...mas levante-se com
altivez,avalie as causas do seu tropeço, procure não tropeçar
mais pelo mesmo motivo. Abra clareiras no caminho para que outros possam trilhá-lo e também para o seu próprio conforto. Lembre-se que nem sempre nossa caminhada é só para a frente. Às vezes, precisamos refazer um caminho e se nós não o percorremos com cuidado, preocupados em deixar boas marcas, talvez tenhamos mais dificuldades do que seria necessário.
Seja ousado,faça a sua própria trilha, mas lembre-se: deixe limpo o caminho por onde passa. Um dia você poderá retornar por ele.
Não tenha preguiça,não pense só em você, construa boas relações de amizade. Procure servir o outro. Seja gentil.(Iracélia Zeni)

quinta-feira, 17 de julho de 2008

SCHOOL OBJECTS

Here you can see and listen some names of the school objects. Look and listen.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

DÍÁLOGOS EM INGLÊS



Aqui encontraremos várias opções de diálogos para exercitarmos


terça-feira, 8 de julho de 2008

CHAT WITH EGON



Este é Egon, um dragão camarada. Você pode bater um papo legal com ele, se você quiser. DETALHE....ele só fala Inglês.

QUE TAL FAZER A EXPERIÊNCIA? É muito legal... Eu adorei.... Experimente e depois deixe o seu comentário pra mim.It's ok?

terça-feira, 1 de julho de 2008

CASAMENTO À CAIPIRA

Foi um sucesso o casamento à caipira encenado pelos alunos da oitava série. Todos se empenharam para fazer o melhor. Vejam o resultado.

domingo, 29 de junho de 2008

OLYMPIC GAMES


The Olympic Games, the world’s most important sporting competition, take place every four years. The Olympic motto is ‘citius-altius-fortius’ (faster-higher-stronger).
Ancient Olympic Games
There are many legends surrounding the origins of the Olympic Games; according to one legend the Games were founded by Heracles (= Hercules in Roman mythology). Historically the first Ancient Olympic Games can be traced back to 776 BC. Every fourth year, they took place in Olympia in honour of the Olympian Gods. The prizes for the champions were wreaths from a sacred olive tree that was said to have been planted by Heracles.
When the Romans conquered Greece, the Games were also introduced in the Roman Empire. In 393 AD, however, Emperor Theodosius thought that the ‘pagan cult’ could threaten the Christian religion and therefore banned the Games ending a thousand-year period of Olympic Games.
Modern Olympic Games
The French Baron Pierre de Coubertin is the initiator of the modern Olympic Games. He wanted to bring nations closer together and have them compete in sports rather than fight in wars. Thanks to the efforts of Coubertin and his supporters, the first modern Games took place in 1896 – in Athens, the actual birthplace of the Olympics.
Coubertin’s idea of bringing the nations closer together is symbolised in the Olympic flag: its rings represent the five continents of the world and the colours (blue, black, red, yellow, green, white) were chosen such that they contained the flag colours of all countries participating in the games at the time the Olympic flag was created.
Months before the Olympics actually take place, the Olympic Flame is lit in Olympia and relayed to the host city where, at the opening ceremony, the last runner lights the Olympic fire. Another highlight of the opening ceremony is the parade of the competitors.
There are Olympic Summer Games, Olympic Winter Games and Paralympic Games. The Winter Games take place two years after the Summer Games. The Paralympic Games are an event for athletes with physical and mental disabilities – they are held shortly after the Olympic Games, at the same venues.
At the first modern Olympic games, 245 athletes from 13 nations competed in 10 different sports. Now more than 10,000 athletes from about 200 nations compete in 28 summer sports and 7 winter sports. The sports on the Olympic programme might change, however. Over the years, the IOC has added new sports (e.g. beach volleyball, snowboarding, curling) and striked out others (e.g. golf, rugby, tug of war).
The Olympic Games did not take place in 1916 due to World War I and in 1940 and 1944 due to World War II.
Olympic Summer Games
Olympic Winter Games
Paralympic Games

URL: http://www.ego4u.com/en/read-on/animals/olympic

THE INDEPENDENCE DAY - JULY 4




Day of Independence (4 July)
Independence Day is the most important secular holiday in the United States. It is celebrated on 4 July and marks America's independence from Britain.
As you surely know, Britain once had various colonies on the American continent. Many British people moved to those colonies, and during the first 150 years of colonisation Britain did not interfere in colonial affairs. In 1763, however, Britain suddenly changed its policy: it enforced restrictions on American trade and manufacturing and tried to levy more and more taxes on the colonists, e.g. taxes on paper, sugar and tea. A high tax on tea finally provoked protest: on 16 December, 1773, some colonists dressed as Native Americans boarded British ships and threw tea into Boston harbour; that event became known as The Boston Tea Party. Britain in return passed another law in 1774—the Five Intolerable Acts—which wasn't accepted by the colonists. So in 1775, the War of Independence began.
At the beginning of the conflict, only few wanted to be independent from Britain. Most colonists thought that the English Parliament was to blame for the high taxes, and so they asked King George III for support. Seeing, however, that the king didn't help them but instead sent an army to fight the colonists, more and more colonists eventually wanted independence from Britain.
On 2 July, 1776, Congress voted for independence. The content of the declaration was under discussion for two days before, on 4 July, the Declaration of Independence was accepted. (The original document can now be seen in the National Archives exhibition hall in Washington, D.C.)
Whilst in 1776, colonists were still fighting for their independence on 4 July, today there are celebrations everywhere throughout the country. In parades lots of people are dressed in 18th century uniforms, and in the evenings you can enjoy breathtaking fireworks

BODY PARTS _ EXERCISES











1- hair 2- nose 3-mouth 4- chin 5-cheek 6-ear7- eye






sábado, 14 de junho de 2008

DESGASTE DO MAGISTÉRIO

Lendo o editorial de hoje, no jornal Zero Hora,com o título acima, senti necessidade de expressar minhas idéias correlatas.
É bom que seja bastante veiculada a triste realidade pela qual uma categoria tão importante para a sociedade vem passando neste país. (Preciso aqui omitir o meu julgamento a respeito da pouca exigência de alto nível de formação acadêmica para ser líder da Nação,o que invariavelmente vai determinar a valorização ou não da educação). O desgaste financeiro, psicológico, emocional,motivacional e,sob meu ponto de vista,o pior:a insegurança física.
É incontestável que a procura pela carreira do magistério vem diminuindo e que devemos concordar com uma verdade polêmica;a de que quem busca melhores resultados qualitativos está buscando outras faculdades,que não as de Educação.Por outro lado, temos hoje muito mais professores altamante graduados do que há uma década. O que, curiosamente, não está se refletindo em maior qualidade de ensino. Acho que este é um fator para ser discutido.
Tenho 27 anos de magistério(ainda, e orgulhosamente, em sala de aula), não sou adepta de laudos médicos frequentes, nem de faltar por faltar, nem de pânico de aluno, de alergia a giz ou qualquer outro subterfúgio que me proporcione receber sem trabalhar. O que verifico na realidade (não de onde trabalho, Graças a Deus) é que quanto mais graduado o professor, quanto mais títulos possui, menos ele gosta de estar na sala de aula. Então para que tanta formação, tanta graduação? É preferível gente com boa qualificação e muita vontade de enfrentar a realidade da sala de aula. É lá que está o desgaste do magistério. E agora quero explicar por que falei que para mim o maior desgaste é a insegurança física. Por mais que um professor esteja bem preparado, bem motivado, seja competente em sala de aula, o desrespeito e as agressões verbais e físicas aos quais ele fica exposto diariamente é algo absurdo. As famílias não tem mais o menor respeito pelo profissional professor. Acham-se no direito de exigir à força,explicações e atitudes que nenhum outro tipo de profissional é obrigado a fazer.As agressões sofridas por professores diariamente, se forem alvo de denúncia deixarão a sociedade estarrecida. Se fossem devidamente registrados todos os episódios em que pais e mães agridem professores em seu local de trabalho, sem a menor punição, nenhum jovem mais seguiria esta profissão, em sã consciência.
Infelizmente este desrespeito todo não é sem motivo. Há uma grande parcela de profissionais que dão o péssimo exemplo. Um deles ocorrido na escola onde trabalho deixou estarrecidas a mim e minhas colegas.Numa determinada tarde, antes de encaminhar os alunos para suas salas, todos se preparavam para entoar o hino nacional, como exige a lei, e como é praxe em nossa escola. A diretora, à frente dos alunos, aguardando silêncio, lembrando-lhes da posição de sentido, do não uso do boné, etc...lembretes de sempre para reforçar o hábito que devemos criar em nossas crianças de respeitar os símbolos nacionais.Todos os professores, alunos e funcionários da escola, em silêncio, em pé, em posição respeitosa para o exercício da cidadania. Nesta oportunidade se encontravam no local, a convite da direção, alguns alunos do Curso (Superior) de Enfermagem, acompanhados de sua professora(bem graduada,certamente).Pasmem com sua atitude. Continuaram sentadas onde estavam (no mesmo local dos alunos).Continuaram conversando durante o hino e não demonstraram o menor constrangimento com a atitude tão anti-patriota. Não tivessem frequentado escola, poderíamos ainda desculpar, talvez. Mas pessoas que frequentam uma universidade, ou pior,que lecionam em uma....? Dá pra engolir?(Iracélia Zeni)

segunda-feira, 2 de junho de 2008

IMPROVING OUR ENGLISH

Como já dissemos, falta de material não deve ser utilizada como desculpa para não realizarmos bons trabalhos. Prova disso são os trabalhos de Inglês realizados por uma turma de oitava série (turma 82) com a qual trabalho esta disciplina. Apesar dos poucos recursos materiais, a boa vontade imperou. Com a orientação para que apresentassem cenas do cotidiano, dialogadas em inglês e filmadas, puseram-se a trabalhar , e o resultado foi muito bom. Em pequenos grupos, os alunos escolheram um tema e partiram para a execução. Primeiro fizeram um esboço escrito do trabalho, apresentando tema, título, local de filmagem. Em seguida, elaboraram as falas. Num terceiro momento, gravaram. Tenho certeza que para eles foi um bom aprendizado, além de uma experiência lúdica e ao mesmo tempo gratificante ao verem na tela a reprodução de seu esforço. A estes alunos, (que valorizaram, o com o seu trabalho, o meu trabalho) o meu beijo carinhoso. VALEU...

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Imagens

Dizem mais do que palavras.

terça-feira, 20 de maio de 2008

COLHENDO FRUTOS


Adorei o resultado da proposta de trabalho sobre leitura em público, que lancei a minha turma de oitava série. Os alunos foram o máximo. Os textos escolhidos foram sensacionais. Notei que se empenharam em fazer bem. Vestiram o personagem. Adorei. Mas teve um porém, que inutilizou todo o esforço de registrar o evento em vídeo. A falta de SOLIDARIEDADE (cujo dia era exatamente hoje) das pessoas em volta foi irritante. Anularam simplesmente o som produzido pelos alunos que estavam apresentando seu trabalho , na maior seriedade e concentração. Infelizmente muitas vezes temos que remar contra a maré. Mas seria bem interessante que a disciplina fosse uma preocupação maior de todos e não apenas de algumas poucas pessoas. Apesar deste inadmissível transtorno, fico feliz em ver que os alunos da oitava fizeram bem a sua parte... e eu também...

domingo, 18 de maio de 2008

MELHORANDO A LEITURA EM PÚBLICO



















Ler é um hábito que não faz parte da vida do estudante brasileiro, definitivamente. A tarefa mais desafiadora do professor de Português é levar os alunos ao ato de ler. Quando falo em ler, não estou me referindo ao ato de soletrar ou tropeçar nos fonemas. Quero dizer, decifrar os códigos escritos e entender seu significado, ler com fluência, com boa entonação, com expressividade... Sinceramente, não acredito no sucesso das atividades de leitura que frequentemente são divulgadas nos meios de comunicação como se fossem maravilhosas descobertas no século XXI. É bem fácil armar uma cena de leitura em grupo, em que as imagens mostrem algo que não é verdadeiro e levem o público a acreditar no que os olhos vêem. Se fosse assim, o nível de educação de nossos alunos seria ótimo, pois ultimamente virou moda criar atividades de leitura, como se nós professores de Português já não estivéssemos com nossa criatividade quase esgotada, fazendo mil peripécias para que nossos alunos leiam com prazer. Prazer na leitura é o que os alunos ainda não conseguiram encontrar. E sem ele, nenhuma iniciativa terá sucesso verdadeiro. Mas, como toda boa mensagem de motivação nos diz, devemos perserverar e acreditar sempre. Então, como meu ofício é ensinar , mesmo que para ouvidos moucos, estou fazendo mais uma tentativa que achei interessante e vou acreditar nela. Li na revista Mestre, edição deste mês , um artigo interessante. Dez dicas para falar em público. Motivei-me , em primeiro lugar. Depois passei a meus alunos de oitava série, com a maior empolgação de que meu ser é capaz, a tarefa de escolherem um belo texto, que seja agradável, em primeiro lugar a eles, e que traga ao ouvinte uma mensagem interessante. A minha exigência maior foi quanto à mensagem do texto a ser apresentado. (Minha intenção implícita é que eles tragam mensagens de espiritualização, pensando em melhorar ,além da leitura , também o seucomportamento social , o relacionamento entre eles, com Deus, com a vida). Cada aluno deverá ler para a turma o texto que trouxe, observando as dicas que previamente recebeu. Após a leitura, a cópia do texto será colocada num mural, bem caprichado, onde todas as mensagens estarão expostas.Este mural ficará na sala de aula durante quase todo o tempo, menos no recreio, quando os próprios alunos se encarregarão de levá-lo ao pátio e, delicadamente instigarem os outros alunos da escola a pelo menos, num primeiro momento tomarem conhecimento do evento. Pode dar certo. Estou apostando todas as minhas fichas.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

MENSAGENS LINDAS


Quem gosta de mensagens de reflexão, como eu, clique na figura e leia lindos textos para a elevação da espiritualidade.


MENSAGEM DIÁRIA


sábado, 10 de maio de 2008

MEIO AMBIENTE


Meio ambiente é a morada de todos, portanto, cabe a todos cuidarem deste local, ou teremos em pouco tempo a sua destruição total.
A cada nova catástrofe provocada por eventos da natureza, ouvimos as lamentações daqueles que perderam seus bens, seus familiares, sua
paz.No entanto, raramente vemos atitudes de proteção ao meio ambiente,em larga escala, isto é, efetivamente sendo praticadas pela população. Jogar lixo nas sangas,usar plásticos indiscriminadamente, desmatar, queimar florestas, desperdiçar água, são hábitos comuns que fazem parte do cotidiano das pessoas e parece que estas não querem abrir os olhos para o futuro e mudar de atitude. "Não adianta chorar o leite derramado."Esta frase é antiga, mas cabe muito bem à situação que enfrentamos e enfrentaremos no futuro. Temos que agir para preservar o que ainda existe de bom e evitarmos uma destruição maior do meio ambiente. Todos nos comovemos com os flagelos provocados pelas enchentes, mas observemos o outro lado, o que precede estes flagelos. Quem é responsável, por acumular lixos nas encostas de sangas e rios? Quem não deve jogar lixos no chão (que vão obstruir os dutos de água)? Quem é responsável pela separação do lixo doméstico? Quem é responsável por economizar água e luz? A resposta é a mesma para todas as perguntas.Quem pagará pela falta de atitude correta em relação ao meio ambiente? TODOS.Infelizmente aquela máxima TODOS PAGAM POR ALGUNS também se aplica aqui. Então a solução é cuidar do que é de todos: O MEIO AMBIENTE.
Para ilustrar esta preocupação e dar uma dica muito importante, os alunos Bruna Leiria, Camile Tonon,Cristiane da Silva, Fernando Wecker e Marlom dos Santos, orientados por mim, realizaram um vídeo,que concorrerá, num concurso nacional, promovido pelo Instiuto Goethe,a vários prêmios, inclusive uma viagem à Alemanha.O tema focalizado é o meio ambiente.Vocês podem conferir o vídeo, visitando o link abaixo.
http://www.digitalfilm-brasilien.goethe.de/videodetails.php?key=5168f8de8dafc4a781b1




O nome do filme é Umwelt Adopdire sie (Meio ambiente-Adote-o).

O 4º prêmio é dado pelo público, por isso queremos pedir a ajuda de toda a comunidade e pessoas que simpatizam com a Escola Arruda Câmara para que votem no nosso vídeo. Para isso entrem no site acima e dêem seu voto.

ESTES SÃO OS ALUNOS QUE REALIZARAM O VÍDEO PARA PARTICIPAR DO CONCURSO "ECOCURTAS".

A vocês meus parabéns e meu muito obrigada por terem se comprometido com a idéia.

terça-feira, 6 de maio de 2008

JOGOS DIDÁTICOS ON LINE

Mais do que comprovado está o interesse das crianças por jogos. Embora não considere, de todo, algo maravilhoso, devo concordar que devemos aproveitar este recurso como uma ferramenta , ao menos de motivação.Uma vez que os alunos já não querem mais saber de buscar ou pelo menos aceitar novos conhecimentos , transmitidos da maneira ortodoxa, que é a que mais facilmente temos disponível, isto é, quadro-negro- giz - professora, então vamos em busca de alternativas menos penosas para eles de aprenderem , sem esforço e com prazer. Apoderando-me desta maravilha denominada web deixarei aqui alguns links de jogos didáticos que podem ser utilizados na aprendizagem de Língua Inglesa, no Ensino Fundamental. Tenho me valido bastante deste recurso para tornar minhas aulas mais agradáveis. Tem dado certo.

FOODS QUEBRA-CABEÇA

quarta-feira, 30 de abril de 2008

INFORMÁTICA NA SALA DE AULA

Há pessoas que transformam o sol numa simples mancha amarela, mas há aquelas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol. "(Pablo Picasso)

Cada vez mais a informática está sendo utilizada como ferramenta de apoio no ensino-aprendizagem. Por mais rudimentares que sejam nossos conhecimentos técnicos, ou deficitários nossos recursos materiais, não podemos dizer que não temos acesso a este recurso. Basta buscarmos dentro de nós a vontade de utilizá-lo e a disponibilidade para enfrentar as dificuldades que, com certeza, virão à medida que formos avançando em nossa caminhada. Assim como em qualquer outra situação de vida, também o uso da informática na sala de aula, para nós professores, ainda é um desafio. Porém, muito prazeroso. Devemos ir ao encontro desse desafio com a certeza de que iremos vencê-lo e de que a cada nova dificuldade estaremos acrescentando uma nova experiência e dando mais um passo em direção à aquisição de novos conhecimentos. Já sabemos que quando somos desafiados temos duas opções: desistir e aceitar nosso fracasso, ou aceitar o desafio e ter o orgulho de ter feito algo novo. Embora nossas escolas públicas não estejam tão bem aparelhadas quanto a propaganda governamental quer mostrar na mídia, o esforço e dedicação dos professores faz com que esta deficiência se torne apenas um detalhe, e consegue-se proporcionar em nossas escolas uma qualidade comparável a de um estabelecimento privado, pois acredito que a qualidade está no ser e não no ter. E acostumados a trabalhar sempre com carências, aprendemos a driblá-las e mostrar que sabemos fazer bem a Educação.
Aqui apresento com o maior orgulho o resultado de um trabalho elaborado por alunos de oitava série da E.E.E.F. Manuel Arruda Câmara, de Carazinho, que apenas com seu talento e alguns conhecimentos de informática e poucos recursos materiais disponíveis, conseguiram elaborar um belo trabalho . Parabéns e meu carinho especial a vocês, meus queridos alunos.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

OITAVA SÉRIE

Oitava série (turmas 81 e 82) estreando suas camisetas:






Aqui a turma 72 zoando.




terça-feira, 22 de abril de 2008

DIA DAS MÃES


Homenagem às Mães
No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite há seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse: - Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto senhor? E o Senhor Deus respondeu-lhe: - Você já leu as especificações desta encomenda? Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico. Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar a base de café e sobras de comida. Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças. Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos. O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe: - Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível!?! Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus - e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter? O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe: - E tem isso no modelo padrão? O Senhor Deus assentiu: - Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: "Eu te compreendo e te amo!" - sem dizer uma palavra. E o anjo mais uma vez comenta-lhe: - Senhor...já é hora de dormir. Amanhã é outro dia. Mas o Senhor Deus explicou-lhe: - Não posso, já está quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho... O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou: - E muito delicada Senhor!... Mas o Senhor Deus disse entusiasmado: - Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar! O anjo, analisando melhor a criação, observa: - Há um vazamento ali Senhor... - Não é um simples vazamento, é uma lágrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos. - Vós sois um gênio, Senhor! - disse o anjo entusiasmado com a criação. - Mas isso não fui eu que coloquei. Apareceu assim...
(http://moimenta-da-serra.blogspot.com/)


OUÇA A MARAVILHOSA MÚSICA DE ROBERTO CARLOS:NOSSA SENHORA

http://www.meu.cantinho.nom.br/letramusic/nossa_senhora.asp

quarta-feira, 16 de abril de 2008

DISSERTAÇÃO

Dissertar é abordar um tema. Fazer uma reflexão sobre o mesmo. Expor nosso pensamento, nossas idéias ou conhecimento comprovado a respeito de um assunto. Podemos dar opinião ou apenas apresentar um estudo feito por outrem. Para fazermos uma boa dissertação devemos, antes de mais nada, sabermos o que queremos dizer. A dissertação deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão bem delimitados, bem claros para o leitor. Por isso, antes de começar a escrever, devemos fazer um esboço (um esquema) contendo as idéias que queremos expressar.
Podemos iniciar uma dissertação fazendo uma pergunta ( mas já tendo a nossa posição em relação a ela). Durante o desenvolvimento vamos argumentando, levando o leitor a entender onde queremos chegar, levando-o a refletir conosco e ao final, apresentar a nossa possível resposta, mesmo que subentendida(isto é, não de maneira explícita).
Podemos também iniciar a dissertação fazendo uma afirmação. Durante o desenvolvimento, devemos argumentar, apresentar justificativas ou comprovações daquilo que afirmamos na introdução. E devemos finalizar levando ao leitor o entendimento do pensamento que queríamos expressar. O leitor não pode ficar com a sensação de ter lido um texto incompleto. A boa dissertação é objetiva, clara, evita a repetição de vocábulos e de idéias, leva o leitor a formar uma opinião.
Para escrever é preciso ler. Portanto, um bom escritor, deve ser antes de tudo um bom leitor.
Estas são as dicas que eu gostaria de passar, principalmente para meus alunos.
Quero aproveitar a oportunidade para dizer que hoje estou especialmente feliz porque constatei que as sementes de leitura e escrita que estou plantando, na oitava série em que trabalho, já estão dando sinais positivos de germinação. Isso é tudo que um professor almeja: que seus alunos, sejam capazes de produzir textos a partir da leitura.

Aqui a exposição dos trabalhos realizados pela oitava série (turma 82) fazendo a propaganda do
livro que leram. Gostei muito do resultado.

















PRODUÇÃO TEXTUAL DOS ALUNOS

Após a leitura do texto "Um Apólogo " de Machado de Assis, os alunos da oitava série foram convidados a produzir um texto dissertativo a partir da moral do mesmo, segundo a sua compreensão. Abaixo, um fragmento do texto produzido por uma aluna:
" O texto me ensinou que não podemos menosprezar as pessoas pensando que nunca precisaremos delas para nada. Devemos aceitar as diferenças existentes nas pessoas em vez de rebaixá-las, pois um dia poderemos precisar dessas pessoas para nos ajudar em algo que estejamos necessitando. "(Bruna Leiria - Turma 82)